Cidades

Faturamento do comércio varejista de Guarulhos cresce 25,8% neste ano

Estimativa é de aumento de vendas de 47,1em dezembro, em relação ao ano passado; para 2014, estimativa é de alta de 24,5%

O faturamento do comércio varejista da região de Guarulhos deve disparar 25,8% neste ano. Segundo projeções da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), as vendas totais da região devem atingir R$ 29,7 bilhões em 2013, com aumento real de 25,8% em relação ao ano passado. A participação da região o total de faturamento do Estado de São Paulo é de 5,9%.

Para o mês de dezembro, a estimativa é que o faturamento real da região atinja R$ 3,4 bilhões, com expansão de 47,1% em relação ao mesmo mês do ano passado. O resultado é o melhor esperado no Estado, muito à frente da região de Osasco, com expectativa de expansão de vendas de 18,6% em dezembro.

Segundo análise da entidade, o excelente desempenho é reflexo das obras realizadas por conta da Copa do Mundo. Para o Estado de São Paulo como um todo, há previsão de aumento das vendas totais de 4% no ano e de 3,3% em dezembro.

Para 2014, a projeção para o desempenho do comércio varejista da região também é bastante animadora. Enquanto espera aumento de vendas de 3% no Estado de São Paulo, as vendas reais na região de Guarulhos devem crescer 24,5%, atingindo R$ 36,9 bilhões. Com esse resultado, é esperada maior participação da região no desempenho do Estado de São Paulo, para 7,1%.

A FecomercioSP acompanha mensalmente o desempenho do comercio no Estado por meio da Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista no Estado de São Paulo (PCCV). O levantamento utiliza dados da receita mensal informada pelas empresas varejistas ao governo paulista por meio de um convênio de cooperação técnica firmado com a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (Sefaz). As informações levantadas são segmentadas em 16 Delegacias Regionais Tributárias da Secretaria, que englobam todos os municípios paulistas e dez setores.

Em 2013, o setor de melhor desempenho em todo o Estado foi o de eletrodomésticos e eletroeletrônicos, que obtiveram incentivos fiscais. As vendas desse segmento tiveram expansão de faturamento de 45,1%, em média, no Estado. Na região de Guarulhos, esse setor verificou aumento de vendas de 108,1%. Outro setor de destaque foi o de materiais de construção, com aumento médio de vendas de 14% no Estado. Na região de Guarulhos, as vendas do setor dispararam 56,2%.

Os setores com piores desempenhos neste ano no Estado de São Paulo foram o Lojas de departamentos e de Móveis e Decoração, com recuo médio de 15,5% e 2,8%, em média, no Estado. Na região de Guarulhos, no entanto, as vendas de Lojas de Departamento subiram 55,1% e das lojas de Móveis e Decorações encolheram 27,5%.

Nota metodológica

A Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista no Estado de São Paulo (PCCV) utiliza dados da receita mensal informada pelas empresas varejistas ao governo paulista por meio de um convênio de cooperação técnica firmado entre a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (Sefaz) e a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

As informações, segmentadas em 16 Delegacias Regionais Tributárias da Secretaria, englobam todos os municípios paulistas e dez setores (autopeças e acessórios; concessionárias de veículos; farmácias e perfumarias; lojas de departamentos; lojas de eletrodomésticos e eletrônicos; lojas de móveis e decoração; lojas de vestuário, tecidos e calçados; materiais de construção; supermercados; e outros).

Os dados brutos são tratados tecnicamente de forma a se apurar o valor real das vendas em cada atividade e o seu volume total em cada região. Após a consolidação dessas informações, são obtidos os resultados de desempenho de todo o Estado.