Estadão

Gana dá vexame diante de novato Comores e se despede da Copa Africana das Nações

Potência no continente e terceira maior campeã da Copa Africana das Nações, a seleção de Gana fechou sua participação na atual edição da competição de maneira vexatória. Precisando ganhar da estreante Comores, pequena ilha de 800 mil habitantes, acabou surpreendida com derrota por 3 a 2 no Roumdé Adjia Stadium, em Garoua, e caiu na primeira fase, na lanterna do grupo C com somente um ponto.

Comores chegou para o último jogo da fase de grupos amargando duas derrotas, diante de Marrocos e Gabão – empataram nesta terça-feira, por 2 a 2, e avançaram em primeiro e segundo, respectivamente – e sem nenhum gol anotado. Todos imaginavam que seria presa fácil para a equipe dos irmãos Ayew, mas a expulsão do mais velho, André, aos 25 minutos, facilitou a zebra histórica.

Naquele momento, Nabouhane já havia aberto o placar para Comores, em bela festa da equipe pelo primeiro gol na história da principal competição do continente. Com um a menos em campo, Gana viu a situação piorar ainda mais com Mogni ampliando já na segunda parte do embate.

Boakne e Djiku fizeram as esperanças de vaga para Gana ressurgirem ao deixarem o confronto empatado. Restavam 13 minutos para a favorita buscar a necessária virada. Quem foi às redes, contudo, foi mais uma vez Mogni, que cravou a primeira vitória de Comores na história da competição no fim.

Com seus primeiros três pontos, Comores ainda sonha em vaga nas oitavas da Copa Africana das Nações como um dos melhores terceiros colocados, enquanto Gana se despede apenas com resultados decepcionantes.

Já a disputa do Grupo B garantiu a classificação de Senegal, de Sadio Mané, após o segundo empate seguido sem gols, desta vez diante do Malawi, na briga para ser um dos melhores terceiros, com quatro pontos. Os senegaleses avançaram em primeiro com cinco, com Guiné logo atrás, com quatro, mesmo perdendo por 2 a 1 do eliminado Zimbábue.