Início » Glifosato: Bayer divulga medidas para sanar danos em processos
Estadão

Glifosato: Bayer divulga medidas para sanar danos em processos

A Bayer, fabricante alemã de produtos farmacêuticos e agroquímicos, anunciou, na manhã desta quinta-feira, 27, as ações que planeja implementar, após um juiz norte-americano ter rejeitado a tentativa da companhia de limitar todas as reivindicações futuras relacionadas ao seu herbicida Roundup.

Segundo a fabricante, o pacote de medidas combina uma série de ações jurídicas e comerciais, visando a ajudar a empresa a atingir um nível de diminuição de risco comparável à solução proposta anteriormente. "A decisão fecha a porta para uma solução de classe nacional para gerenciar potenciais litígios futuros, um mecanismo mais justo e eficiente para todas as partes", afirma a companhia por nota.

Entre as ações que a Bayer pretende adotar, estão: criação de site com estudos científicos, discussões sobre o futuro do glifosato no mercado residencial dos EUA, futuros acordos judiciais (caso sofra algum tipo de processo), além de liquidar reivindicações existentes sobre o assunto e adotar recursos contínuos, para gerenciar o risco de responsabilidades futuras.

Apesar da decisão, de acordo com a empresa, há opções legais e comerciais que devem ser acionadas o mais rápido possível. "O peso das evidências científicas e as conclusões de todos os reguladores especialistas, em todo o mundo, continuam a apoiar a segurança dos herbicidas à base de glifosato", diz.

Na semana passada, a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA) entrou com uma petição junto ao Tribunal de Apelações dos EUA para o 9º Circuito, afirmando mais uma vez que o glifosato "não apresenta riscos para a saúde humana", segundo a fabricante. "Portanto, essas ações estão sendo tomadas exclusivamente para gerenciar o risco de litígio e não por causa de quaisquer preocupações de segurança".