Cidades

IMAGINA NA COPA – Turistas estrangeiros encontrarão cidade deteriorada

Guarulhos, que durante muito tempo se gabou com o título de cidade voltada ao turismo de negócios, não tem quase nada a oferecer aos turistas que preferirem se hospedar nas proximidades do Aeroporto durante a Copa do Mundo.

 Além dos hotéis de alto padrão, que se proliferaram ao longo da primeira década deste século, quase nada a fazer por aqui.

 

Pior: o cenário urbano lembrará cidades do pós-guerra, já que Guarulhos apresenta um aspecto de sujeira, tantos são os prédios abandonados, paredes e muros pichados, ruas esburacadas, ausência de grandes avenidas ou um sistema viário que dê conta da demanda dos moradores.

 

Imagine a cena: um estrangeiro chega ao Aeroporto, passará um tempo enorme para resgatar sua bagagem nas esteiras, depois enfretará filas para conseguir um táxi. Dentro do veículo, após deixar a Helio Smidt, se deparará com duas opções: ou enfrentará o caótico trânsito da rodovia Presidente Dutra ou adentrará o município pela Maria Zarif, ou Marginal do Baquirivu. Nesse trajeto, verá o rio completamente poluído, além de favelas que só crescem nos arredores no Hospital Geral do Cecap. 

 

Leia mais:

 

Guarulhos tem pouco a oferecer a turistas estrangeiros

 

Cidade tem sujeira e problemas para todo lado

 

Aeroporto corre contra o tempo

Comentar

Clique aqui para comentar