Estadão

Irã se diz pronto para retirar medidas corretivas se acordo nuclear avançar

O ministro de Relações Exteriores do Irã, Hossein Amir-Abdollahian, disse nesta segunda-feira, 29, que o principal objetivo das próximas rodadas de negociações deve ser a implementação do Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, nome oficial do acordo nuclear de 2015) e a busca da normalização das relações comerciais e da cooperação econômica com o país. O ministro reforçou que o Irã está preparado para cessar a aplicação de todas as suas medidas corretivas se forem fornecidas garantias, além da suspensão de todas as sanções e avaliação dos danos.

"A República Islâmica do Irã, enquanto faz seus esforços diplomáticos de forma determinada, forte e ativa para remover as sanções opressivas dos EUA, elaborou um programa eficaz para neutralizar as sanções em linha com seu programa de desenvolvimento econômico sustentável", disse em comunicado.

Para Hossein Amir-Abdollahian ficou claro durante as últimas seis rodadas que os Estados Unidos ainda não entenderam o fato de que não há como retornar ao JCPOA sem a retirada efetiva de todas as sanções impostas à Teerã. O ministro enfatizou ainda que "esta oportunidade de negociação não é uma janela que permanecerá aberta para sempre" e também que o Irã não entrará em qualquer discussão sobre questões além do acordo nuclear.