Estadão

Leila Pereira vê futebol muito caro e diz que Palmeiras tem de ser assertivo

Leila Pereira, nova presidente do Palmeiras, prometeu não medir esforços para reforçar ainda mais a equipe. No primeiro dia de 2022, a dirigente mandou mensagem aos torcedores pedindo um pouco de paciência com as cobranças para a chegada de grandes nomes. Definindo o mercado do futebol como "caríssimo", ela disse que não pode errar nas contratações.

O Palmeiras fechou o ano com somente três reforços confirmados para 2022: Atuesta, Marcelo Lomba e Rafael Navarro. Além do anúncio da permanência do técnico Abel Ferreira por mais uma temporada. Os palmeirenses esperavam pela chegada de um grande centroavante, ainda nos planos da diretoria, e foram às redes sociais "cobrar" Leila Pereira.

"Sei que às vezes vocês ficam ansiosos demais, mas segurem um pouquinho a ansiedade, que está tudo sob controle. Às vezes precisa, para que a gente faça o melhor", postou Leila em série de mensagens nos Stories do Instagram. "Eu leio minhas redes sociais, vejo a ansiedade do torcedor, compreendo, mas tenho a certeza absoluta que estou aqui para fazer o melhor para o Palmeiras. Não me falta coragem e energia para tomar decisões. Mas no futebol precisamos tomar decisões e sermos assertivos ao máximo."

A ordem da nova diretoria e evitar investimentos equivocados. Nada de gastar alto sem resultado, como fez com o colombiano Borja, maior contratação do clube e que não deu certo com a camisa alviverde.

"No futebol tudo é caríssimo, eu não posso desperdiçar investimento e o dinheiro do Palmeiras, futebol se faz com investimento e eu preciso de dinheiro em caixa", enfatizou Leila. "E vou fazer sempre o que for melhor financeiramente para o Palmeiras também. Tendo um time forte e fazendo os investimentos."

Com a iminente saída de Luiz Adriano, sem clima com os torcedores, o Palmeiras quer um novo camisa 9 para a disputa do Mundial de Clubes nos Emirados Árabes Unidos, em fevereiro. Leila promete a contratação, mas quer dar um tiro "certeiro."