Cidades

Lixo de Itaquaquecetuba deve vira para Guarulhos

Outras cidade já utilizam aterro guarulhense após explosão no da cidade vizinha

O aterro Centro de Distribuição de Resíduos (CDR) Pedreira, em Guarulhos, desativado por medida judicial, deve receber as cerca de 193,1 toneladas de lixo produzidas diariamente em Itaquaquecetuba. A informação é do Portal R7.

O CDR já está sendo utilizado pelas prefeituras de Suzano, Póa e Ferraz de Vasconcelos. Guarulhos é tida como opção para as cidades que despejavam dejetos no aterro sanitário da Pajoan, em Itaquaquecetuba. O local teve uma pena seca, espécie de explosão, em 25 de abril, que ocasionou no desmoronamento do morro onde o lixo era depositado. Os dejetos foram espalhadas nas imediações.

A Pajoan foi multada em R$ 174,5 mil, equivalente a 10 mil unidades fiscais do Estado de São Paulo, pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb). Segundo o R7, a estatal recebeu pedidos de prefeituras, com exceção de Itaquaquecetuba, autorização para encaminhar os lixos para algum aterro. A Prefeitura de Itaquaquecetuba decretou estado de emergência desde a explosão no aterro.