Ministros do G-20 trataram em reunião sobre tributação global na área digital

Na presidência rotativa do G-20, a Itália presidiu reunião virtual entre ministros das finanças e presidentes de bancos central do grupo nesta sexta-feira. Chefe da pasta econômica italiana, Daniele Franco informou que o encontro abordou as discussões sobre acordo para nova estrutura de tributação global, particularmente na área digital.

Franco reiterou a intenção de firmar um entendimento antes da cúpula ministerial de Veneza, em julho, que pode ocorrer em formato presencial. O italiano acrescentou que a decisão da secretária do Tesouro americana, Janet Yellen, de retirar a oposição dos Estados Unidos a um pacto facilitará as negociações.

Segundo uma fonte informou ao Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), o ministro da Economia, Paulo Guedes, expressou apoio ao fechamento de um consenso mundial nesse tema durante a reunião desta sexta-feira.

O líder das finanças da Itália também revelou que foram discutidas propostas para a extensão do programa que suspende temporariamente o pagamento de dívidas por países pobres, mas destacou que nenhuma decisão foi tomada. "Ministros se comprometeram com ajuda a nações vulneráveis", garantiu.

Franco disse ainda que os políticos trataram da transição para uma economia verde e reforçaram a importância da vacinação para a superação da pandemia. "Não sairemos da crise enquanto o coronavírus não for eliminado em todo o mundo", afirmou.

Sobre a alta da inflação em economias avançadas, o presidente do Banco da Itália, Ignazio Visco, ressaltou que os presidentes de BCs do G-20 concluíram que o fenômeno é temporário e disse que, antes de discutir retirada de estímulos fiscais e monetários, é preciso assegurar uma recuperação completa. De acordo com ele, também foi debatida a implementação de moedas digitais e stablecoins.

Comentar

Clique aqui para comentar