Início » Monteiro perde de americano e cai na estreia no Masters de Indian Wells
Estadão

Monteiro perde de americano e cai na estreia no Masters de Indian Wells

O brasileiro Thiago Monteiro foi eliminado em sua estreia no Masters 1000 de Indian Wells, nos Estados Unidos. O tenista número 1 do Brasil e 92º do mundo foi superado nesta quinta-feira pelo local Tennys Sandgren por 2 sets a 0, com duplo 6/4 e 6/3. Monteiro chegou a salvar oito match points, mas não resistiu ao rival, cujo estilo se adapta melhor ao piso duro do torneio americano.

Sandgren ocupa atualmente o 102º posto do ranking da ATP, mas já foi o 41º, há dois anos. Com o revés, Monteiro segue sem vencer uma partida numa chave principal de nível Masters 1000. Foi sua quinta participação numa competição deste tipo. E a primeira desde que entrou em quadra em Miami em 2019, um ano antes do início da pandemia de covid-19.

Nos últimos meses, Monteiro vem oscilando em torneios de níveis bem diferentes. No US Open, o último Grand Slam da temporada, caiu na estreia. Em seguida, se destacou em competições de nível Challenger, logo abaixo dos torneios da ATP. Foi campeão em Braga, em Portugal, no fim de setembro.

Neste ano, ele soma 13 vitórias em torneios da ATP, em chaves principais, e nove triunfos em Challengers. Seu melhor resultado até agora em 2021 foi a semifinal que obteve num dos ATPs 250 disputados como preparação para o Aberto da Austrália, em Melbourne.

O Brasil ainda tem dois representantes em Indian Wells. Na chave de duplas, Bruno Soares vai jogar ao lado do escocês Jamie Murray, enquanto Marcelo Melo forma parceria com o croata Ivan Dodig. Beatriz Haddad Maia foi eliminada ainda na fase de qualifying, na chave feminina.

ESPANHOL BATE RECORDE DE FEDERER – O primeiro dia de jogos em Indian Wells já contou com recorde em quadra. O espanhol Feliciano López superou Roger Federer em número de participações em torneios de Masters 1000. Ele soma agora 139 participações, contra 138 do suíço, que está fora da competição americana porque já encerrou sua temporada.

López alcançou esta marca ao entrar em quadra nesta quinta contra o local Tommy Paul. O veterano acabou sendo derrotado por 6/3 e 7/6 (7/3). Assim como Federer, o espanhol está com 40 anos. Mas os números são díspares numa comparação mais geral nesta série de torneios do circuito. Se López soma 116 vitórias, 138 derrotas e nenhum título, Federer ostenta 381 triunfos, 108 revezes e 28 troféus.