Variedades

Banda Nirvana é processada pelo bebê da capa do álbum Nevermind

Spencer Elden, o bebê da capa do álbum Nevermind do Nirvana, hoje com 30 anos, processou a banda por suposta exploração sexual.

No processo apresentado a um tribunal federal do Estado norte-americano da Califórnia, Spencer Elden alegou que sofre danos permanentes da imagem usada na capa do disco, que o mostra nadando nu em direção a uma nota de dólar presa a um anzol.

Elden também alega que seus pais nunca assinaram uma autorização de uso de imagem no álbum e que não receberam nenhuma remuneração pela imagem

O rapaz pede 150 mil dólares de remuneração de cada um dos acusados, entre eles o Universal Music Group, o fotógrafo Kirk Weddle, o baterista do Nirvana e lenda do rock Dave Grohl, o baixista do Nirvana, Krist Novoselic, e Courtney Love, a viúva do vocalista da banda, Kurt Cobain, que morreu em 1994.

O processo aberto por Spencer repercutiu mal entre os fãs da banda. Ele chegou a apagar de sua conta no Instagram uma foto em que, ainda jovem, segurava o disco nos braços. A postagem estava recebendo centenas de comentários agressivos contra Elden.

Em 2016, Elden chegou a recriar a capa para uma matéria do “New York Post” marcando os 25 anos do disco. “Eu disse ao fotógrafo:‘ Vamos fazer isso (comigo) nu’. Mas ele achou que seria estranho, então usei meu calção de banho”, disse sobre a sessão fotográfica.

“Nevermind” é um dos álbuns mais vendidos da história – mais de 30 milhões de cópias em todo o mundo.