Estadão

ONU precisa agir imediatamente pelo fim da guerra, afirma Zelensky

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, afirmou nesta terça-feira, 5, que a Organização das Nações Unidas (ONU) precisa agir imediatamente pelo fim da guerra. Durante discurso virtual no Conselho de Segurança (CS) da ONU, Zelensky deu detalhes dos ataques da Rússia à cidade ucraniana de Bucha. Segundo ele, "não há crime que Rússia não tenha cometido" na cidade.

Para o líder, a Rússia se sente como "colonizadora" e quer transformar a Ucrânia em "escrava silenciosa". "A Rússia está criando uma crise de alimentos que pode gerar fome em outros países, como na África", destacou.

A embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Linda Thomas-Greenfield, reafirmou nesta terça que a Rússia cometeu crimes de guerra contra a Ucrânia. Ontem, o presidente dos EUA, Joe Biden, voltou a chamar o chefe do executivo russo, Vladimir Putin, de "criminoso de guerra", após relatos de atrocidades cometidas por Moscou na cidade ucraniana de Bucha.

Segundo Greenfield, os EUA devem buscar, junto com a Ucrânia, a retirada da Rússia do Conselho de Direitos Humanos da ONU. "A Rússia não deve ter uma posição em um órgão que visa proteger os direitos humanos. Não é só hipocrisia, mas é perigoso. Moscou está usando isso para propaganda a fim de sugerir que tem preocupações com esses direitos", destacou a embaixadora.