Política

Oposição prega coerência e situação confia na aprovação dos projetos

Segundo Geraldo Celestino, é preciso defender os interesses da população acima de qualquer coisa

Líder da oposição, Geraldo Celestino (PSDB) afirmou que a bancada seguirá com o posicionamento claro e independente, seja qual for o resultado da eleição para a presidência. Segundo ele, é preciso ter coerência e defender os interesses da população acima de qualquer coisa.

"Não é porque fiquei fora de uma Mesa Diretora que vou espernear. Se considerar os projetos bons votarei favorável. Não faço oposição para negociar vantagens com o Executivo e sim porque tenho divergências com o partido que está no governo", esclareceu. Ele ressalta que a composição desenhada por Almeida não é saudável para a independência entre os poderes.

 Confiante da aprovação das matérias que tratam do orçamento para o exercício financeiro do município em 2011 e de mudanças na forma de arrecadação do IPTU, o líder do governo, José Luiz Ferreira Guimarães (PT), contesta o posicionamento dos vereadores do centrão, que em sua maioria pertencem a base de sustentação do Executivo na Câmara.

"Esses projetos serão aprovados, porque são bons para a cidade e não podemos misturar as coisas", afirmou o petista. "É estranho posicionamento de Carneiro e Helena, porque além todos têm cargo no governo. Esperamos votos  desses parlamentares, mas se optarem pelo caminho da oposição, que sejam felizes".

"Desde o começo eles arquitetaram deixar o PT fora da mesa e da presidência de algumas comissões. É uma estratégia errada, principalmente porque estamos falando sobre o partido que tem a maior bancada na Câmara", finalizou o petista.