Cidades

Parceria entre Guarulhos e Governo Federal pode ajudar refugiados

O prefeito Sebastião Almeida se reuniu na manhã desta segunda-feira, dia 10, no Paço Municipal, com a secretária Nacional de Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Denise Colin.
Eles discutiram a elaboração de um projeto para a implantação de uma “Casa de Passagem” em Guarulhos, que será utilizada para prestar atendimento aos refugiados que chegam ao Brasil pelo Aeroporto Internacional de Guarulhos.
 
Somente no ano passado, 95 pessoas chegaram ao país nesta situação. Segundo o prefeito Sebastião Almeida, ficou acertada a criação de um grupo de trabalho com funcionários da Prefeitura e do MDS para acelerar a elaboração de um projeto que possa funcionar nos arredores do aeroporto internacional. O grupo é formado por profissionais da assistência social, saúde e relações internacionais, entre outras áreas.
 
Após a reunião, ficou combinado que o grupo de trabalho apresentará uma proposta à Prefeitura e ao MDS até abril. A expectativa é que a implantação da Casa de Passagem comece a ser executada a partir do segundo semestre de 2014. Quando estiver em funcionamento, o local servirá para agilizar a integração e a regularização desses estrangeiros, encaminhando-os às comunidades de origem e providenciando documentação para permanecerem de maneira legal no País. De acordo com o que ficou estabelecido, o Governo Federal fica responsável financeiramente pelo projeto, enquanto a Prefeitura de Guarulhos cuida de sua viabilização e manutenção.
 
A Prefeitura já presta atendimento aos estrangeiros e aos brasileiros no Posto Humanizado localizado dentro do Aeroporto Internacional de Guarulhos. Em 2013, o posto registrou 297 atendimentos, dos quais 148 voltados aos estrangeiros.