Estadão

Produção industrial cai em 5 de 15 locais, diz IBGE; SP tem recuo de 3,1%

A produção industrial recuou em cinco dos 15 locais pesquisados na passagem de setembro para outubro, segundo os dados da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física Regional, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em São Paulo, maior parque industrial do País, houve uma queda de 3,1%.

"Essa é a quinta taxa negativa (seguida) para São Paulo", observou Bernardo Almeida, gerente da pesquisa no IBGE.

Nos cinco meses de perdas, a indústria paulista acumulou uma retração de 8,8%. No mês de outubro, os setores de produtos alimentícios e de máquinas e equipamentos puxaram o mau desempenho em São Paulo.

"A indústria de São Paulo já opera 26,8% abaixo do pico alcançado em março de 2011", ressaltou Almeida.

Na passagem de setembro para outubro, as demais perdas ocorreram nas indústrias de Santa Catarina (-4,7%), Pará (-4,2%), Minas Gerais (-3,9%) e Espírito Santo (-1,0%).

Na direção oposta, houve expansão na Região Nordeste (5,1%), Mato Grosso (4,8%), Ceará (4,1%), Rio Grande do Sul (2,7%), Bahia (2,7%), Pernambuco (1,6%), Paraná (0,6%), Amazonas (0,4%) e Rio de Janeiro (0,1%). A produção em Goiás ficou estável (0,0%).

Na média global, a indústria nacional recuou 0,6% em outubro ante setembro.