Estadão

Reapresentação do São Paulo tem conversa entre Crespo e Muricy Ramalho

Após empatar com o Santos por 1 a 1 na noite de quinta-feira, o São Paulo voltou aos treinos nesta sexta. A reapresentação no CT da Barra Funda contou com atividades leves e uma conversa entre o técnico Hernán Crespo e o coordenador de futebol do clube, Muricy Ramalho.

Muricy tem sido um dos principais apoiadores de Crespo no time nos últimos dias. O argentino vem enfrentando certa pressão no cargo por causa dos resultados recentes que derrubaram o São Paulo para o 14º lugar da tabela, mais perto da zona de rebaixamento do que da briga por vagas na próxima Copa Libertadores.

Uma derrota no clássico, o primeiro com torcida em São Paulo desde o início da pandemia, poderia elevar ainda mais a pressão pela saída de Crespo. A visita e a conversa de Muricy, portanto, podem ser encarados como mais uma demonstração de apoio do ex-treinador ao atual técnico do time.

Enquanto a dupla conversava, os jogadores foram divididos em dois grupos. Aqueles que foram titulares na quinta fizeram apenas exercícios regenerativos no REFFIS e no campo. Os demais participaram de atividade em campo reduzido. Foi o primeiro treino de preparação da equipe para a partida contra o Cuiabá, na segunda-feira, na Arena Pantanal, pela 25ª rodada do Brasileirão.

Crespo deve ter o reforço de Orejuela na segunda. O lateral se recuperou de lesão e treinou com o grupo ao longo da semana, mas ficou fora do clássico por precaução. Por conta de outras baixas, o time foi relacionado sem um lateral-direito de ofício. E Igor Gomes acabou improvisado na posição.

O jogador colombiano está afastado dos gramados há dois meses e já mostrou estar reabilitado de um estiramento na coxa esquerda. Porém, se Crespo voltar a optar por uma postura mais cautelosa para o seu retorno, deve escalar Igor Gomes novamente na lateral. Na quinta, o treinador aprovou a atuação do jogador no clássico.