Cidades

Rua sem rede de esgoto revolta moradores do Parque Continental

Água se acumula em um buraco em frente a um terreno da Prefeitura, piorando a situação

Moradores da rua Joveliano Martins de Araújo, no Parque Continental, convivem há mais de 20 anos com esgoto a céu aberto. Segundo eles, a situação fica mais complicada ainda devido a um buraco, em frente a um terreno pertencente a Prefeitura, onde a água fica parada.

"Sou morador há 22 anos e a rede de esgoto não chegou até aqui. Todas as ruas ao redor da nossa possui, porém aqui nada foi feito", afirmou o morador Hilário Rodrigues.

O esgoto vem de fossas, através de encanamentos feitos pelos próprios moradores e todos os dejetos são depositados na rua. "A água parada provoca um mau cheiro enorme, além disso, quando o encanamento entope piora muito mais o problema, porque temos que resolver tudo sozinhos", afirmou Maria Pereira da Cruz.

Os moradores afirmam ainda, que entraram em contato com o SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) e foram informados que a rua já estava cadastrada para receber um esgoto correto. "Contudo, no processo as demais vias também cadastradas foram contempladas, menos a nossa", afirmou Maria.

A justificativa, segundo eles, seria que as casas foram construídas em uma área de reserva ambiental, devido às nascentes existentes ao redor da área. "Nós pagamos todos os impostos. Essa área não é invadida e nós conhecemos outras localidades que foram invadidas, mas possuem todo o serviço de saneamento básico", ressaltou Rodrigues.

O Saae informou que aguarda a regularização do loteamento, para a realização das obras de saneamento básico. Quanto à questão do local ser uma área de reserva ambiental, a autarquia não tem informações a respeito.