Início » STF autoriza abertura de inquérito contra Pazuello por crise no Amazonas
Política

STF autoriza abertura de inquérito contra Pazuello por crise no Amazonas

Ministro Ricardo Lewandowski autorizou apuração sobre suposta responsabilidade por falta de oxigênio em hospitais

O ministro Ricardo Lewandowski, no STF (Supremo Tribunal Federal), autorizou nesta segunda-feira, 25/01, a abertura de inquérito contra o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, para apurar se ele tem responsabilidade na crise de falta de oxigênio no Amazonas e pela condução da crise no estado, que vive um colapso na saúde em meio à alta nos casos de covid-19.

A partir de agora, o general é considerado formalmente investigado. O pedido foi enviado ao STF pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, no último sábado, 23, com o objetivo de apurar se houve omissão de Pazuello no enfrentamento da situação crítica no estado. Em janeiro, pacientes morreram asfixiados devido à falta de cilindros de oxigênio medicinal no Amazonas.

“Atendidos os pressupostos constitucionais, legais e regimentais, determino o encaminhamento destes autos à Polícia Federal para a instauração de inquérito, a ser concluído em 60 dias, conforme requerido pelo procurador-geral da República, ouvindo-se o ministro de Estado da Saúde”, escreveu Lewandowski na decisão.

O ministro do STF definiu ainda que Pazuello deverá prestar depoimento em até cinco dias após a intimação. Além disso, “considerando a fase ainda embrionária das investigações”, o general poderá marcar o dia, horário e local em que será ouvido pela Polícia Federal.

As informações são do Estadão