Estadão

Tenista Shuai Peng acusa ex-vice-primeiro-ministro chinês de assédio sexual

A tenista chinesa Shuai Peng, que já foi número 1 do ranking da WTA nas duplas, acusou o ex-vice-primeiro-ministro da China, Gaoli Zhang, de assédio sexual. O relato foi feito pela esportista em uma publicação nas redes sociais na terça-feira, mas foi apagado menos de uma hora depois de ir ao ar. Segundo o texto, o episódio ocorreu em 2018, quando o político ainda integrava o governo do país asiático.

Peng usou o Weibo, uma dos sites mais populares da China, para contar que teve uma ralação consensual com Zhang, mas que, antes disso, foi vítima de violência sexual cometida por ele. Ainda que a postagem tenha sido excluída, capturas de tela com o relato têm circulado em grupos de mensagens privados.
Na publicação, a tenista disse que não poderia apresentar evidências que sustentassem sua afirmação. Após a exclusão do conteúdo, ela não voltou a se manifestar sobre o caso, seja pelas redes sociais ou em contato com a imprensa.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin, foi questionado sobre o assunto durante uma coletiva de imprensa, mas disse que não estava ciente do problema e que "isso não é uma questão relacionada com os negócios estrangeiros".

Uma hashtag com o nome de Peng teve mais de 20 milhões de visualizações no Weibo durante a terça-feira, com uma série de discussões sobre o tema, mas o números despencaram após a exclusão das postagens. Nesta quarta-feira, o nome dela não aparecia como resultado em buscas. A conta dela permanece ativa, mas as funções de comentário e repostagens estão desativadas.

O acusado, Gaoli Zhang, também não se manifestou sobre o caso. Hoje com 75 anos, ele foi vice-primeiro-ministro entre 2013 e 2018, além de ter sido secretário do partido na província de Shandong.

Peng, por sua vez, tem uma carreira de sucesso no tênis, chegando a ocupar a primeira posição do ranking de duplas em 2014. Vencedora de Wimbledon em 2013 e do Aberto da França em 2014, ela foi a primeira chinesa a alcançar o topo da classificação mundial.