Início » Vendas de automóveis na China recuam no 3º tri, com problemas na oferta de chips
Estadão

Vendas de automóveis na China recuam no 3º tri, com problemas na oferta de chips

As vendas de automóveis da China recuaram no terceiro trimestre, na comparação anual, a primeira queda nessa base de comparação em mais de um ano, no momento em que a carência global de chips continua a frear o maior mercado automotivo do mundo. As vendas de carros de passageiros caíram 17% em setembro, na comparação anual, a 1,58 milhão, informou nesta terça-feira (12) a Associação de Carros de Passageiros da China. A queda é a maior desde março do ano passado. As vendas no terceiro trimestre tiveram queda de 13% na comparação com igual intervalo de 2020.

O mercado automotivo pelo mundo enfrenta uma falta histórica de microchips e a China não foi poupada. O quadro piorou no terceiro trimestre, em meio a aumentos de casos da covid-19 no Sudeste Asiático, inclusive na Malásia, para onde semicondutores são enviados para testes e empacotamento.

Nos últimos meses, montadoras nos EUA e no Japão chegaram a parar suas produções por causa da falta de semicondutores. Nos EUA, as vendas de automóveis tiveram queda anual de 25% em setembro, segundo a Wards Intelligence.

Na China, uma política monetária apertada, o setor imobiliário mais fraco e a queda nas receitas no setor manufatureiro prejudicam a confiança do consumidor, segundo a associação de veículos mencionada. Problemas de falta de energia em várias regiões do país aumentam o risco na produção do setor, diz ainda a Associação de Fabricantes de Automóveis da China. Fonte: Dow Jones Newswires.