Estadão

Vereador de Goiânia se veste de palhaço, exibe revólver e pede chibatadas

"Carinhosamente, apresento o vereador Sargento Novandir o qual foi enganado, traído, humilhado e feito de palhaço", narra uma voz ao fundo na abertura do vídeo divulgado pelo próprio membro do legislativo durante uma plenária na Câmara Municipal de Goiânia na terça-feira, 1º. Nas imagens, com trajes de palhaço e fazendo malabarismo com laranjas, Sargento Novandir (Republicanos) simula uma atração circense.

Segundo o vereador, o motivo da apresentação inusitada é por causa do voto a favor do aumento do IPTU na cidade que, segundo ele, foi "sem querer". Ele responsabiliza o Secretário de Finanças de Goiânia Geraldo Lourenço, por ter "influenciado" a decisão dele, pois dias antes o vereador também havia defendido publicamente o projeto de lei. Durante a gravação, exaltado, ele ergue uma pedra e diz "você que é a melhor pessoa do mundo, tá aqui a pedra, atire a primeira pedra na minha cara quem nunca errou".

Durante a declaração, ele afirmou que "nunca mais vota em projeto com urgência e emergência". Na sequência do vídeo, ele retira o cinto que usa e alega que o Secretário de Finanças de Goiânia "merece um coro de cinto". Em seguida, pede para ser chicoteado por alguma pessoa presente na plenária. "Eu quero levar essa chibatada", diz Novandir. Com o cinto na mão, ele retira a revólver da cintura e a coloca sob a mesa em que discursa. Outro vereador se voluntaria e o golpeia com o cinto nas costas por três vezes. Neste instante, ele grita para usar mais força, e é chicoteado mais uma vez.

A apresentação durou em torno de 11 minutos. Após o episódio, ele participou de programas de TV e rádios locais discutindo contrário ao aumento do IPTU. No post publicado pelo Sargento Novandir, um dos internautas comenta: "Palhaços somos nós! Vocês vereadores são os donos do circo… Cria vergonha e pare com essa encenação!" Nesta quinta-feira, 3, a assessoria de imprensa publicou nas redes sociais do vereador que ele havia testado positivo para covid-19.

<b>COM A PALAVRA, VEREADOR SARGENTO NOVANDIR</b>

A reportagem entrou em contato com a assessoria do vereador para comentar sobre o caso, mas até a publicação deste texto não houve retorno. O espaço está aberto para manifestação.

<b>COM A PALAVRA, SECRETÁRIO DE FINANÇAS GERALDO LOURENÇO</b>

A reportagem entrou em contato com a assessoria do secretário, mas até a publicação deste texto não houve retorno. O espaço está aberto para manifestação.