Carro GWeb TV

AVALIAÇÃO – 100% elétrico, Volvo XC40 Recharge dá um choque de potência

Ernesto Zanon – Do Carro Express / Imagens e edição: Danilo Sanches

Sinta-se na cena. Você entra no carro com a chave no bolso. Não aperta qualquer botão. Apenas move o câmbio para a posição D e, sem ouvir qualquer ruído, ele começa a se movimentar. O passageiro não entende nada. Ciente da capacidade de aceleração, você pisa no acelerador de uma só vez e o veículo dispara instantaneamente. O acompanhante gruda no cinto de segurança, suspira e solta um xingamento espontâneo.


A cena é real. Aconteceu durante a avaliação do Volvo XC40 Recharge Twin, um espetáculo sobre rodas da marca sueca, que agora só traz para o Brasil veículos 100% elétricos. O SUV compacto pode ser colocado junto a esportivos de carteirinha e não faz feio. Diferente disso, pode deixar alguns deles para trás. Os dois motores elétricos, que produzem 204 cavalos de potência cada um, chegando aos incríveis 408 cvs, demonstram uma capacidade fantástica de aceleração. Vai a 100 km/h em menos de 5 segundos (4,8 para ser mais exato). Basta pisar só um pouquinho mais para chegar aos 180 km/h, limite máximo controlado eletronicamente. Porque se deixasse, iria além, com certeza.

A autonomia anunciada pela Volvo é de mais de 400 quilômetros sem a necessidade de parar para fazer a recarga, que pode ser feita em apenas 40 minutos. Seria o suficiente quase para ir de São Paulo ao Rio de Janeiro. Mas tem um porém. Se você se empolgar e usar o carro como ele permite, pisando mais, a autonomia cai bastante. Durante a avaliação, foram mais de 200 quilômetros rodados sem a necessidade de “reabastecer”, deixando ainda carga para rodar perto de mais 100 km.


Aliás, recarregar os carros elétricos, por mais esforços que alguns fabricantes, como a Volvo, que se destaca na instalação de recarregadores públicos em rotas rodoviárias, ainda é um dos empecilhos para o avanço deles aqui no Brasil. São poucos os pontos confiáveis. Dá para colocar em uma tomada doméstica de 220 volts em casa ou no trabalho, ou utilizar um aparelho adequado, mas isso esbarra na falta de preparo para quem vive em condomínios e divide a garagem de forma coletiva.

O Carro Express ficou uma semana com o Volvo XC40 Recharge. Em aparência, não difere muito do Hybrid avaliado menos de um ano atrás. Difere na grade dianteira, chapada, já que não tem motor ali na frente para ser refrigerado. No mais, toda a elegância e modernidade empregada nos veículos da marca, o que garante a certeza de estar em um carro top.

Por dentro, um show. A exemplo do híbrido, traz sistemas sistemas semiautônomos, que vão de alerta de mudança de faixa a frenagem automática, passando pela leitura de placas e a incrível e eficiente condução semiautônoma, quando o carro anda sozinho, inclusive fazendo curvas em auto-estradas bem sinalizadas.

O silêncio da cabine é quebrado em alto estilo. O sistema Harman Kardon conta com 13 alto-falantes estrategicamente distribuídos para garantir o melhor som, devidamente direcionado aos ouvidos somente do motorista ou distribuído democraticamente aos demais ocupantes. Tem faróis direcionais, câmera 360 graus, que ajudam demais em qualquer manobra, já que mostra o carro por cima, numa simples marcha ré para entrar em qualquer vaga. Os bancos regulados eletricamente são de couro sintético e contam com ajuste de comprimento do assento. O teto panorâmico é acionado ao toque do dedo.


O sistema multimídia e de funções/configurações do carro é baseado no Android Automotive, que tem vida própria e não depende do celular para funcionar. O Google é parte integrante. Basta acionar o sistema por voz a partir do “Ei, Google” para ele responder, por exemplo, o melhor caminho a seguir. O Maps aparece no quadro de instrumentos digital com 12 polegadas ou no cluster atrás do volante. Você escolhe onde quer ver.

No painel central, é possível mudar a temperatura do ar-condicionado e fazer o melhor direcionamento, além de ter acesso a diferentes informações como a utilização dos motores, consumo e comandar o sistema de som. Não dá, porém, para espelhar seu smartphone e utilizar os aplicativos de seu celular. Como tem vida própria, os apps devem ser baixados no carro.

Em espaço, vale frisar que quatro ocupantes vão bem acomodados, apesar de que, um quinto elemento, não vai se apertar tanto. Só questão de diminuir um pouco o conforto de quem vai no banco traseiro. O porta-malas, que tem abertura elétrica, conta com 414 litros de capacidade. Mas se algum volume menor não couber ali, dá para acomodá-lo na dianteira. Sem motor a combustão, ali há um pequeno compartimento acima dos apetrechos necessários para encher ou reparar os pneus. Não há estepe.

Voltando ao exercício inicial, assim como na hora de ligar o carro não há necessidade de apertar o botão ou utilizar a chave. Quando você chega ao seu destino, basta colocar o câmbio no neutro, acionar o P no “freio de mão”, abrir a porta e descer. O carro já está desligado e se tranca ao simples toque na maçaneta externa. Ah, mas tudo tem um preço: hoje, o Volvo XC40 Recharge Twin sai por R$ 410 mil, quase mil reais por cavalo de potência.