Economia

Alckmin entrega hidrelétrica em Pirapora do Bom Jesus

Em tempo de crise no abastecimento de água, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) inaugurou nesta terça-feira uma unidade de produção de energia elétrica no município de Pirapora do Bom Jesus, na região metropolitana de São Paulo. A central hidrelétrica, instalada no Rio Tietê ao custo de R$ 158 milhões, tem capacidade para gerar 25 megawatts, suficiente para atender uma cidade de 300 mil habitantes.

As turbinas foram instaladas com o aproveitamento da barragem e do reservatório existentes desde 1958 naquele local do Tietê, o que reduziu os impactos ambientais. A obra, que servia para regular a vazão do rio, agora passa a produzir energia. De acordo com o governador, a eletricidade gerada pela Pequena Central Hidrelétrica vai reforçar a disponibilidade de energia no maior centro consumidor do País. A PCH também vai gerar benefícios tributários para o município. “É uma grande conquista para Pirapora do Bom Jesus, para a região oeste de São Paulo e para todo o Estado”, disse o governador, lembrando que a obra, iniciada em 2012, foi feita em tempo recorde.

A central tem um sistema de captação que desvia a água da represa por um túnel para a casa de força, acionando as turbinas de geração. A eletricidade é transferida para uma subestação e distribuída à rede. O canal vai contribuir para a redução da espuma que se forma no Rio Tietê, na área urbana de Pirapora do Bom Jesus. A hidrelétrica teve 38% do custo bancado pelo Estado, através da Empresa Metropolitana de Águas e Energia (Emae) e os outros 62% financiados pela Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).