Economia

Atividade da indústria paulista cai 2,5% em agosto ante julho, com ajuste

O Indicador de Nível de Atividade (INA) da indústria paulista caiu 2,5% em agosto ante julho, na série com ajuste sazonal. Na série sem ajuste, o indicador recuou 0,7%, informou nesta quarta-feira, 30, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Na comparação de agosto com o mesmo mês de 2014 o indicador caiu 9,5%. No acumulado do ano, o INA registra queda de 4,6%.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) ficou em 76,5% em agosto, de 77,7% em julho e 80,8% em agosto de 2014, na série sem ajuste sazonal. Já na medição com ajuste, o Nuci do mês passado foi de 75,7%, ante 77,1% em julho e 79,8% em agosto do ano passado.

A Fiesp informou ainda que o INA de julho ante junho, na série com ajuste, foi revisado de uma queda de 0,5% para uma retração de 1,0%. Já na série sem ajuste, o indicador de julho ante junho foi revisado de 3,2% para 2,6%.

Sensor

A confiança dos empresários industriais paulistas ficou em 44,5 pontos na pesquisa Sensor de setembro, ante os 47,6 pontos na sondagem de agosto, na série sem ajuste sazonal. Na série com ajuste, o Sensor mostrou que a confiança do empresário industrial ficou em 43,8 pontos, ante 48,4. O indicador busca obter informações da atividade da indústria de transformação durante o mês corrente da coleta de dados.

De acordo com a Fiesp, dos cinco itens que compõem o Sensor, três caíram e dois permaneceram estáveis na série sem ajuste. A maior retração foi em Mercado, que perdeu 9,4 pontos, para 44,9 pontos. Em Emprego, houve retração de 4,9 pontos, para 40,9 pontos. E em Estoque a baixa foi de 2,6 pontos, para 41,5 pontos. Já em Vendas a variação foi positiva em 1,6 ponto – dentro do que a Fiesp considera estabilidade – para 52,5 pontos. O item Investimentos também caiu dentro da classificação de estabilidade, com queda de 0,5 ponto, para 42,7 pontos.