Cidades

Autor guarulhense lança espetáculo baseado em livro com história de refugiado

Depois de apresentar, em agosto, o monólogo poético musical A FLOR DO SONHO, contemplado pelo FunCultura de Guarulhos, o guarulhense Marcos Lopes estreia seu novo espetáculo: MÔNICA & KHALED – FELIZ POR VOCÊ ESTAR AQUI, premiado com o edital Proac Expresso Lei Aldir Blanc/Prêmio por Histórico de Realização -Espetáculo Infanto-Juvenil/2020, inspirado em fatos reais, adaptado da obra literária da guarulhense Mônica Broti (contemplada pelo edital FunCultura/Lei Aldir Blanc/2020.

O monólogo, assim como o livro, retrata, em primeira pessoa, a vida de Khaled (Fábio Galvão), um menino refugiado que vem ao Brasil com a família fugidos da Guerra da Síria e o encontro dele com Mônica, uma professora voltada às questões sociais que mudou completamente a sua vida. Khaled conta a sua história, como se estivesse conversando com os amigos, no caso, o público, relatando desde a vida em Damasco até chegada a cidade de São Paulo destacando a difícil adaptação em um novo país pela questão da língua, preconceito, religião, cultura. Portanto, é sob a ótica de uma criança que temos o panorama da Guerra da Síria e da condição de refugiado no Brasil.

Relevância

Uma das funções do teatro é espelhar temas importantes da sociedade e levar discussões importantes para o público. O horror da Guerra da Síria, a problemática dos refugiados, que deixam tudo para trás, família, bens e amigos, para tentar a sorte em um novo país, de diferentes costumes, o preconceito sentido na pele, todas estas questões são abordadas na ótica de um menino pré-adolescente. Falar de preconceito, da Guerra na Síria, de solidariedade e de igualdade nos tempos de hoje é algo que se faz necessário. Um dos principais objetivos do espetáculo, portanto, é tentar conscientizar o público juvenil quanto a estas questões, tão polêmicas e urgentes.

Concepção de cenário, luz, música e figurinos

O cenário do espetáculo, assinado por Teresa Cristina Molina, é composto por móveis de palete (mesa, pufes/baús, sapateira e prateleira) adornados com objetos do cotidiano do protagonista (remetendo à Síria e SP) e de sete bonecos criados pela artista refugiada Renee Abegail Ross Londja (Guiana Inglesa) que representam personagens citados na história, formando uma família miscigenada “universal” no final.

A cenografia conta também com piano de armário onde a trilha sonora original, assinada por Marcos Lopes, será executada ao vivo por Leonardo Lima (que também assina os arranjos) e por Raquel Navogino (flauta).
O figurino, assinado por Teresa Cristina Molina, é atual, de um menino pré-adolescente: camiseta vermelha de Super Man, calça jeans e tênis.

A luz, assinada por Tiê Fabiano, “recorta” e “destaca” os ambientes cenográficos e de cenas emblemáticas como a citação à Guerra da Síria e ainda traz referências árabes através de gobos feitos especialmente para o espetáculo.

Sinopse

Khaled, um pré-adolescente sírio, conta para o público, de forma descontraída, sua história de refugiado e sua adaptação em uma nova terra, o Brasil, e de como o encontro com Mônica, uma professora brasileira, mudou a história de sua vida e de sua família.

O livro

O livro, de Mônica Broti, editado por Marcos Lopes, ilustrações de Giorgia Massetani e contemplado pelo FunCultura de Guarulhos, 138 páginas, pode ser adquirido na Livraria Martins Fontes (avenida Paulista, 509, Bela Vista, fone 2167-9900) ou pelo site: https://www.martinsfontespaulista.com.br/