Estadão

Bolsas da Ásia fecham em baixa, de olho na disseminação da variante delta

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em baixa nesta terça-feira, 29, à medida que a variante delta do coronavírus se espalha pelo mundo, comprometendo a perspectiva de recuperação econômica. O índice acionário japonês Nikkei caiu 0,81% em Tóquio hoje, a 28.812,61 pontos, enquanto o Hang Seng recuou 0,94% em Hong Kong, a 28.994,10 pontos, e o sul-coreano Kospi se desvalorizou 0,46% em Seul, a 3.286,68 pontos.

Na China continental, o dia também foi de perdas: o Xangai Composto cedeu 0,92%, a 3.573,18 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto registrou queda de 0,91%, a 2.441,26 pontos. Exceção na Ásia, o Taiex garantiu alta marginal de 0,04% em Taiwan, a 17.598,19 pontos.

Vários países da região asiática e do Pacífico enfrentam novos surtos de covid-19, com destaque para a disseminação da altamente contagiosa variante delta, que tem origem na Índia.

Investidores também estão na expectativa para novos dados de atividade manufatureira (PMIs) da China e do Japão, que serão divulgados entre hoje e quarta-feira, e para o relatório de emprego dos EUA, o chamado "payroll", a ser publicado na sexta-feira (2) e que tem forte influência nos rumos da política monetária do país.

Na Oceania, a bolsa de Sydney ficou praticamente estável pelo segundo dia consecutivo, em meio à adoção na Austrália de lockdowns motivados pela covid-19. O S&P/ASX 200 recuou 0,08% hoje, at 7.301,20 pontos. (Com informações da Dow Jones Newswires).