Estadão

Calderano ganha batalha com belga e iguala melhor campanha do Brasil em mundiais

Hugo Calderano está nas oitavas de final do Campeonato Mundial de Tênis de Mesa de Houston, nos Estados Unidos. E tentará ir às inéditas quartas para o Brasil nesta sexta-feira, às 21h30 (18h30 local). Jamais um mesa-tenista do País foi tão longe na história da competição. Ele conseguiu igualar a melhor campanha nacional ao desencantar diante do belga Cedric Nuytinck, 75° do mundo, em uma batalha de sete sets. O carioca fez 4 a 3, com parciais de 11/6, 11/8, 6/11, 8/11, 11/7, 7/11 e 11/5.

O próprio Calderano já avançou às oitavas de final do Mundial uma vez. Biriba e Cláudio Cano são os outros brasileiros que conseguiram, na história, alcançar esta fase. Ninguém, porém, conseguiu figurar entre os oito melhores. Ganhar do esloveno Darko Jorgic, em Houston, é a missão do mesa-tenista, atualmente o 4° do mundo, nesta sexta-feira.

Será um tira-teima entre eles. Os dois se enfrentaram duas vezes este ano, com uma vitória para cada. No último duelo, Calderano levou a melhor no WTT Contender do Catar, no qual foi campeão. Quem avançar terá nas quartas uma pedreira: o chinês Liang Jingkun ou o inglês Liam Pitchford.

Para chegar às oitavas, Hugo Calderano tinha pela frente uma pedra no sapato. O brasileiro havia perdido os dois embates com o gigante canhoto Cedric Nuytinck. Mas ele estava disposto a mudar a história no George R. Brown Convention Center, em Houston.

Concentrado e com sentimento de vingança após queda para o belga na estreia do Platinum do Catar, foi logo abrindo 11/6 num set com grandes bolas e dificuldade enorme para a recepção do belga. Mesmo saindo com 4 a 0 contra na segunda parcial, Calderano virou e fechou em 11/8.

O belga abriu 8 a 3 no set seguinte e tinha a partida controlada. A reação de Calderano, com três pontos seguidos, obrigou o técnico do rival a pedir tempo. E a estratégia deu certo. Na volta, três pontos seguidos, 11/6 na parcial e 2 a 1 na partida. O empate veio com 11/8 após início forte de Cedric no quarto set, com 5/1 de cara.

Calderano fez 3 a 2, levou o 3 a 3 e a decisão acabou no tie-break. Troca de pontos no começo até o brasileiro encaixar o saque e a recepção para abrir vantagem e fechar por 11/5 para festa e classificação às oitavas.