Estadão

Com camisa 99, Diego Tardelli é apresentado no Santos: Privilégio muito grande

O atacante Diego Tardelli foi apresentado oficialmente nesta sexta-feira, no CT Rei Pelé, em Santos, como novo reforço do Santos. O jogador, de 36 anos, que irá vestir a camisa 99, e passou pelas categorias de base há mais de 20 anos, relembrou a sua saída e afirmou que acredita que ir para o clube da Vila Belmiro foi uma escolha certa.

Tardelli comentou sobre um episódio curioso e triste na base do clube. Em 2000, o atacante foi dispensado por furtar um Toddynho na geladeira. O caso repercute até hoje, mas naquele momento prejudicou a ascensão do atleta.

"É uma honra poder vestir essa camiseta. Como disse algumas semanas atrás, é um privilégio muito grande, muitos ídolos passaram por aqui. Eu poder dar continuidade na minha história que ficou para trás, que ficou mal resolvida. Chego muito motivado, feliz e espero honrar da melhor maneira possível, como fiz nos clubes em que passei. Fazer gols e ganhar títulos, o que sempre foi meu objetivo e eu ganhei muitos em minha carreira. Estou muito feliz e super empolgado", disse em sua apresentação, antes de comentar sobre a dispensa.

"Em 2000 eu estava pronto para aquela geração de 2022, campeã brasileira. E por um descuido, uma brincadeira, coisa de criança de 15 anos, ocorreu esse episódio do achocolatado. Foi engraçado, mas infelizmente acabei sendo o maior prejudicado. Fiquei triste quando vi que a maioria que trabalhou comigo foi campeão. Quis o destino que eu voltasse para cá. Tive carinho muito grande, um respeito, foi meu primeiro clube. Espero realizar o sonho de ser campeão e deixar meu nome gravado no Santos", completou.

Tardelli ainda falou sobre a sua condição física. Além disso, explicou que não é um jogador que se lesiona muito e que está se preparando para voltar o mais rápido possível para ficar à disposição do técnico Fernando Diniz.

"Às vezes vejo as pessoas comentando que eu tenho muitas lesões. Mas é mentira. A única lesão que tive foi no tornozelo, uma tragédia . Não estava previsto, a gente nunca pensa que vai ter uma luxação no tornozelo, uma fíbula quebrada, não estava nos planos. E pelo tempo parado, tive uma lesão de posterior e só. O mais importante é estar me cuidando. Sei até onde posso ir e que posso render muito com esse meu corpo e preparação. Estou fazendo de tudo para entrar em forma o mais rápido possível. Tenho certeza que vai dar muito certo", completou.

Tardelli voltou ao Santos para um contrato até dezembro deste ano, com possibilidade de renovação até o final do Campeonato Paulista de 2022.

Comentar

Clique aqui para comentar