Estadão

Correção: Doria diz que visita de Bolsonaro a São Paulo é bem-vinda

A matéria publicada anteriormente continha um erro no primeiro parágrafo: o presidente Jair Bolsonaro deve visitar São Paulo nesta terça-feira (1º) e não como foi informado anteriormente. Segue material corrigido.

Diante das chuvas que atingem o Estado de São Paulo, o governador João Doria (PSDB) abandonou o tom de embate e, em suas redes sociais, afirmou que a visita do presidente Jair Bolsonaro (PL) ao Estado é "bem-vinda". O presidente deve visitar o Estado nesta terça-feira para acompanhar a situação dos municípios atingidos pelas enchentes.

"Nosso povo está sofrendo as duras consequências das chuvas que castigaram nosso Estado. A visita do presidente a SP para oferecer ajuda aos que mais necessitam é bem-vinda", publicou o governador.

Desde o fim de semana, ao menos 24 pessoas morreram em decorrência das chuvas que atingiram a região metropolitana da capital paulista e o interior de São Paulo. Oito crianças estão entre as vítimas. Municípios também registraram o transbordamento de rios, alagamentos, deslizamentos e interdições de rodovias, ruas e avenidas após chuvas intensas atingirem a região.

Nesta segunda-feira, durante passagem pelo Rio de Janeiro, o presidente afirmou que pretende acompanhar "in loco" a situação no Estado de São Paulo. Ao ser perguntado se contava também com a parceria de Doria, Bolsonaro disse que não vê problema nesse apoio. "É nosso dever como homens públicos colaborar com qualquer brasileiro de qualquer parte do nosso território para levar conforto e para que essa dor seja diminuída", declarou.

A postura do presidente com relação ao incidente, no entanto, é diferente da adotada no início do ano, quando a Bahia passou por uma tragédia semelhante. Na época, Bolsonaro se recusou a interromper suas férias em Santa Catarina para visitar o Estado. O presidente chegou a fazer uma primeira visita, no início de dezembro à Bahia, mas não voltou, depois do agravamento da situação, com mortos e desabrigados.