Estadão

CPI da Covid ouve diretor-presidente da ANS sobre Prevent Senior

Nesta quarta-feira (6) a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid ouve o diretor-presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Paulo Roberto Vanderlei Rebello Filho. Além de ser questionado sobre as ações da ANS durante a pandemia, Rebello também deve responder questões relacionadas às investigações envolvendo o plano de saúde de Prevent Senior.

No requerimento de convocação de Rabello, o vice-presidente do colegiado, senador Randolfe Rodrigues (rede-AP), destaca que a ANS deve prover "a defesa do interesse público na assistência suplementar à saúde", e justifica a convocação declarando que o presidente da ANS será cobrado com relação às ações para "coibir e responsabilizar" irregularidades na Prevent Senior.

A operadora de saúde se tornou alvo da CPI do Senado após um grupo de 15 médicos que atuaram na operadora entregar um dossiê aos parlamentares em que acusam a rede de servir como uma espécie de "laboratório" do "kit covid".

Segundo a denúncia, pacientes não eram informados sobre o tratamento e atestados de óbitos eram fraudados para omitir que a morte foi causada pela doença. A empresa nega as acusações e se diz alvo de difamação. A operadora também é investigada pelo Ministério Público de São Paulo e pela Polícia Civil de SP.

Em nota divulgada, a Prevent Senior afirmou em que repudia o que chamou de "acusações mentirosas levadas anonimamente à CPI da Covid e à imprensa".