Início » Diretor da AIEA viaja ao Irã após críticas ao programa nuclear do país
Estadão

Diretor da AIEA viaja ao Irã após críticas ao programa nuclear do país

O diretor geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Rafael Grossi, se reunirá amanhã em Teerã com o vice-presidente do Irã e líder da Organização de Energia Atômica do Irã (AEOI, na sigla em inglês), Mohammad Eslami. O encontro acontece alguns dias após a AIEA, atrelada à Organização das Nações Unidas (ONU), acusar o país de seguir ampliando estoques de urânio enriquecido.

O encontro de amanhã foi divulgado por meio da conta oficial da AIEA no Twitter. A publicação informa que Grossi concederá uma entrevista coletiva no aeroporto de Vienna, país sede da instituição, na noite de domingo.

O urânio enriquecido pode ser utilizados para a produção de armas nucleares, contrariando o histórico acordo de 2015 fechado com potências econômicas que tinha o objetivo de conter o programa nuclear de Teerã. Em relatório publicado na terça-feira, a AIEA apontou que o monitoramento das atividades tem sido "gravemente prejudicado" desde fevereiro pela recusa do Irã em permitir que inspetores tenham acesso a equipamentos da própria agência, segundo informações da <i>AP</i>.

No dia seguinte à publicação do relatório AIEA, o presidente do Irã, Ibrahim Raisi, afirmou que seu país é "transparente" em suas atividades nucleares. Segundo o líder, em caso de "enfoque não construtivo" da AIEA, não é razoável esperar uma "resposta construtiva" de Teerã.