Cidades

Em ato, servidores de Guarulhos rejeitam decreto nefasto

Nem a chuva de granizo, que atingiu a região central no final da tarde desta terça-feira, impediu que os servidores se manifestassem contra o decreto que o secretário de Saúde, Carlos Derman, lançou contra o funcionalismo
 
        O Decreto 31.258, assinado dia 21, na prática impede o trabalhador de ir ao médico ou acompanhar parentes em consultas. O protesto, que na Praça Getúlio Vargas, Centro, reuniu um grande número de Servidores, que se levantaram contra esta e outras maldades da Administração.
 
        O presidente do Sindicato Pedro Zanotti Filho afirma: “Estamos mobilizados para derrubar essa medida, que afronta a dignidade humana. O decreto é desumano e ilegal. Nosso próximo passo é entrar com ação na Justiça”.
 
        Câmara – Antes do protesto, Pedro participou da primeira sessão de 2014 na Câmara Municipal de Guarulhos, após o recesso do final do ano. Ele ocupou a Tribuna Livre para denunciar ao legislativo e à sociedade o decreto desumano do então prefeito Derman.
 
 

Comentar

Clique aqui para comentar