Estadão

Em jogo fraco, Milan e Juventus empatam sem gols no Campeonato Italiano

O Milan se complicou na briga pelo título do Campeonato Italiano. Em jogo morno e fraco tecnicamente, o time de Milão ficou no empate sem gols com a Juventus, no San Siro, pela 23ª rodada. O clássico foi marcado por muitas faltas, pouca disposição ofensiva e erros dos dois lados.

O empate foi mais doloroso para o Milan, que soma 49 pontos e está a quatro pontos da líder Internazionale, que tem um jogo a menos na tabela. O Napoli está em segundo lugar, com a mesma pontuação do Milan, terceiro colocado. Já a Juventus, que soma 42, ocupa o 5º lugar e está praticamente fora da briga pelo título, a igualdade longe de casa não foi dos piores resultados.

Jogando em casa, o Milan foi para cima da Juventus em um primeiro tempo movimentado, embora sem chances mais claras de gol. O time anfitrião foi melhor. Apresentava postura mais ofensiva e esteve mais perto de abrir o placar. A nota triste para o Milan foi a perda de Ibrahimovic logo aos 27 minutos de jogo. O atacante sueco deixou o gramado incomodado por dores no tornozelo direito. Giroud entrou em seu lugar.

Se os gols não apareceram na etapa inicial, as faltas sobraram. Foram 23 nos primeiros 45 minutos. O jogo era truncado, muitas vezes "pegado" demais. Sem Ibrahimovic, o Milan apostava no próprio Giroud, atuando como centroavante, e em Rafael Leão, atacando pelo lado esquerdo.

A Juventus fazia atuação mais discreta. Mais recuada, a equipe do lateral brasileiro Alex Sandro arriscava pouco. Tinha dificuldades na armação. O atacante Dybala era o mais próximo de um meia criador no time de Turim. Faltava articulação entre ele, Cuadrado, McKennie e Morata, mais isolado, lá na frente.

O segundo tempo, mesmo sem tantas faltas, teve rendimento inferior. O jogo se tornou mais morno, caiu tecnicamente e as chances de gol ficaram cada vez mais raras. Nem mesmo as substituições de ambos os treinadores evitaram o 0 a 0 no placar.

ROMA DECIDE NO 1º TEMPO – Jogando fora de casa, a Roma resolveu o confronto com o Empoli nos primeiros 45 minutos. Os quatro gols da equipe do técnico José Mourinho foram marcados num intervalo de apenas 13 minutos, entre os 24 e os 37 minutos da etapa inicial. Tammy Abraham foi o destaque, com dois gols.

Sergio Oliveira, um dos reforços mais recentes do time, e Nicolo Zaniolo marcaram os demais gols. Pinamonti e Bajrami anotaram para o Empoli, no segundo tempo. O resultado fez a Roma superar a Lazio e a Fiorentina na tabela, alcançando o sexto lugar, agora com 38 pontos. O Empoli está no meio da classificação, com 29.