Início » Guarulhenses adiam afazeres do cotidiano
Dicas

Guarulhenses adiam afazeres do cotidiano

Entre os afazeres mais adiados pelas mulheres estão as tarefas do lar, como lavar roupa, passar roupa, varrer a casa, e até mesmo fazer comida

Todo mundo sabe que brasileiro é culturalmente especialista em empurrar com a barriga. E como bons brasileiros os Guarulhenses também apresentam um alto índice da última hora. Foi o que constatou o Guarulhos HOJE ao conversar com diversos entrevistados, que assumiram deixar os afazeres do dia-a-dia sempre para depois.

Muitos postergam ao acordar, quando apertam o botão soneca do despertador, quando ficam com preguiça de lavar a louça, quando deixam aquele e-mail chato para responder depois, quando largam na prateleira aquele livro que compraram, mas ainda não conseguiram ler e há quem fique enrolando até para ir ao banheiro.

Entre os afazeres mais adiados pelas mulheres estão as tarefas do lar, como lavar roupa, passar roupa, varrer a casa, e até mesmo fazer comida. "Se eu puder deixar para fazer outra hora eu faço. E comida podemos enrolar e comprar algo pronto ou comer na rua", disse a autônoma Rosangela Esperdião da Silva, de 28 anos.

Já os homens, principalmente os mais velhos não assumem facilmente que deixam de lado os afazeres, pois dizem que conseguem conciliar bem o seu tempo, porém ao questionarmos sobre exercícios físicos, consultas médicas, leituras e planejamentos financeiros, eles são os campeões em adiarem. "Ah só vou ao médico se não tiver mais jeito", entregou o aposentado Daniel Alves, de 70 anos.

Segundo o psicólogo e docente do Senac/SP e da Faculdade Anhanguera, Luciano Leite, de 37 anos, são diversos os motivos que levam alguém a adiar a realização de suas tarefas, entre eles o mais comum é a preguiça por considerar a tarefa chata ou pouco importante. Porém outros motivos mais sérios podem ser a causa da procrastinação entre eles: medo de tomar decisão, insegurança em relação ao resultado da tarefa, medo da opinião de outras pessoas em relação à qualidade do trabalho e até mesmo insegurança por não se considerar uma pessoa capaz de realizar a tarefa.

"Procrastinar gera stress, angústia e frustração, pois ao contrário do que possamos pensar inicialmente quem está adiando algo não está tranqüilo", relatou o psicólogo.

Cuidado ao adiar tarefas no excesso no trabalho

Delongar em excesso pode prejudicar a saúde e o relacionamento das pessoas, principalmente no trabalho. De acordo com o psicólogo e docente do Senac/SP e da Faculdade Anhanguera Luciano Leite, de 37 anos, quem vive evitando fazer o que precisa ser feito está sempre vivendo uma situação emocional desconfortável, pois a culpa e a sensação de medo de ser cobrado estão sempre presentes.

"Quem convive com um procrastinador com o tempo além de ter dúvidas sobre a competência da pessoa, começa também a evitar contar com a pessoa para a realização das tarefas isto além de desgastar o relacionamento acaba prejudicando a carreira de quem procrastina e o desempenho da equipe", disse o psicólogo.

Dicas para se disciplinar

"A primeira e mais importante coisa que deve ser feita é uma auto-avaliação, a pessoa deve se questionar quais são os reais motivos que fazem com que ela viva adiando suas tarefas. Talvez ela possa descobrir que na verdade ela não está feliz ou não se sente confortável em ter que realizar aquilo que ela tanto adia. Após esta análise a pessoa poderá repensar sua vida e sua carreira e assim começar a ter uma vida mais feliz fazendo aquilo que lhe dá prazer e satisfação", relatou Luciano Leite.

E principalmente aprenda a não agendar e iniciar a tarefa imediatamente; concentre-se, toda vez que se desconcentrar, evite lutar contra si próprio. Se escapou da tarefa, reconheça o fato e dirija sua atenção novamente ao trabalho e veja sempre o lado bom, mesmo tarefas chatas têm seu lado divertido – lavar a louça, por exemplo, envolve brincar com a água. Concentre-se no que a tarefa tem de legal, que, assim, fica mais fácil encará-la.

Comentar

Clique aqui para comentar