Início » Homem flagra momento em que motorista atropela manada de capivaras no Paraná
Estadão

Homem flagra momento em que motorista atropela manada de capivaras no Paraná

Um homem filmava uma manada com cerca de 20 capivaras, em Apucarana, na região norte do Paraná, quando elas foram atingidas por um carro, na noite da última terça-feira, 5. Três foram atropeladas, uma delas morreu. O motorista fugiu do local sem prestar socorro. A Guarda Civil, a Polícia Militar e a Polícia Civil procuram o suspeito, que deve responder por crime ambiental.

O veículo estava com a velocidade acima da permitida e acabou atingindo a manada de capivaras. Uma capivara morreu na hora, outras duas foram socorridas com ferimentos. A região, tradicional pelos animais, tem placas de sinalização alertando sobre a presença dos mesmos, e limite de velocidade de 40 km por hora. Nesta quinta-feira, 7, equipes da Secretaria do Meio Ambiente acompanharam os animais no parque, para o caso de alguma capivara estar ferida.

O vídeo foi postado por Tom Barros, servidor da prefeitura da cidade, em uma rede social. Ele filmava as capivaras na barragem do Parque Jaboti quando o atropelamento ocorreu. "Me deparei com uma cena que aparentemente me chamou a atenção pela beleza das capivaras, porém um carro que estava vindo na direção delas não diminuiu a velocidade (mesmo tendo uma faixa elevada) e acabou por atropelar os animaizinhos", contou Barros, na publicação.

"É um crime muito violento, a cidade está consternada. Elas são tão dóceis, eu quero crer que ele estava descuidado, não consigo acreditar que alguém faria uma barbaridade dessas de propósito", afirma o secretário municipal do Meio Ambiente de Apucarana, Gentil Pereira, que acompanha o caso.

O veículo foi identificado, um Hyundai Vera Cruz, modelo 2008, mas as investigações seguem com buscas e análise das imagens, segundo Alessandro Pereira Carletti, comandante da Guarda Civil Municipal de Apucarana.

Foi realizado um boletim de ocorrência e a Delegacia de Proteção Ambiental está cuidando do caso, juntamente com a Secretaria do Meio Ambiente, a Guarda Civil, a Polícia Militar e a Polícia Civil.