Início » Bolsas de NY fecham em alta, de olho em acordo do teto da dívida e payroll
Estadão

Bolsas de NY fecham em alta, de olho em acordo do teto da dívida e payroll

As bolsas de Nova York fecharam em alta nesta quinta-feira, 7. O acordo entre democratas e republicanos para elevar o teto da dívida dos Estados Unidos, ainda que temporariamente, animou os investidores, que ainda aguardam a publicação do relatório de empregos do país, o payroll, amanhã.

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,98%, a 34.754,94 pontos, o S&P subiu 0,83%, a 4399,76, e o Nasdaq avançou 1,05%, a 14.654,02.

"Se isso der certo, então a data de morte em 18 de outubro não se sustenta mais e é por isso que os mercados estão suspirando aliviados", dizem analistas do BBH se referindo ao risco de default caso o teto da dívida americana não fosse elevado. Há a expectativa de que o Senado vote a medida ainda hoje. Os índices de Wall Street aceleraram alta quando o líder da maioria na Casa, o democrata Chuck Schumer, confirmou que o acordo foi firmado.

Os números de pedidos de auxílio-desemprego nos EUA divulgados pela manhã apontaram um mercado de trabalho mais saudável do que o esperado por analistas e, juntamente com os dados de ontem da ADP de geração de vagas no setor privado, alimentaram as expectativas para o payroll. A mediana das estimativas, segundo mostrou o <b>Projeções Broadcast</b>, aponta para abertura de 500 mil postos de trabalho, o que seria suficiente para sustentar o anúncio do <i>tapering</i> pelo Federal Reserve na reunião de novembro de política monetária.

Entre os destaques desta seção, estão as montadoras General Motors e Ford, que avançaram 4,65% e 5,45% nesta sessão. A alta se deu no dia em que o enviado especial dos EUA para assuntos climáticos, John Kerry, citou os planos das companhias para produção de carros elétricos durante a Cúpula da União Europeia sobre Investimento Sustentável.

Neste pregão, quase todos os setores fecharam no azul. A exceção foi o de utilidades, que engloba ações de energia.