Início » Integrantes do MP reagem à PEC da Vingança que pretende mudar o Conselhão
Estadão

Integrantes do MP reagem à PEC da Vingança que pretende mudar o Conselhão

Integrantes do Ministério Público, incluindo nomes expoentes na instituição, se articularam nas redes sociais contra a Proposta de Emenda à Constituição que pretende reformular a composição do Conselho Nacional do Ministério Público, o famoso Conselhão , prestes a ser discutida na Câmara dos Deputados.

Os procuradores já haviam batizado o texto como PEC da Vingança e agora engrossam o coro, qualificando o projeto como um bombom envenenado para a cidadania e afirmando que ele impõe um controle político sem precedentes e coloca o Ministério Público no corredor da morte .

As manifestações foram publicadas nos perfis do Twitter de diferentes procuradores que se posicionam de forma contrária ao que chamam de fim do Ministério Público independente na defesa da sociedade . Eles apontam ainda que a PEC significa um controle político sem precedentes sobre o Ministério Público, a demolição da instituição , e ressaltam que o texto vai tornar o órgão mais sujeito ainda aos poderosos de plantão .

As postagens partiram de influentes nomes da instituição como Janice Ascari (procuradora que chefiou a força tarefa da Lava Jato em São Paulo), Luiza Frischeisen (subprocuradora que ficou em primeiro lugar tanto na lista tríplice para a Procuradoria-Geral da República como para a Corregedoria do Ministério Público Federal), Vladimir Aras (responsável pela cooperação internacional da Lava Jato durante a gestão de Rodrigo Janot), Yuri Luiz, Hélio Telho, Welligton Saraiva.