Início » Reconciliação é arriscada e desnecessária para aprovar teto, diz Casa Branca
Estadão

Reconciliação é arriscada e desnecessária para aprovar teto, diz Casa Branca

Em coletiva à imprensa nesta quinta-feira a vice-secretária de imprensa da Casa Branca, Karine Jean-Pierre, disse que os democratas continuarão a seguir a liderança do senador Chuck Schumer nas negociações do teto da dívida. Questionada sobre o uso da reconciliação em dezembro, a porta-voz afirmou que o mecanismo é mais arriscado e desnecessário. "Não há nada que impeça o Senado de aprovar o teto da dívida nas regras normais, como estamos pedindo."

A vice-secretária avaliou o acordo no Senado como um avanço positivo, mas disse que Mitch McConnel, líder da minoria, e demais republicanos devem "sair do caminho" para que o trabalho possa ser feito. "Não há razão para que simplesmente não façamos o que já vinha sendo feito", defendeu Jean-Pierre, que pontuou as suspensões anteriores do teto da dívida.

Em relação à crise energética, a porta-voz disse que a Casa Branca segue buscando formas de aliviar os preços de energia para os americanos, mas que ainda não há nenhum comunicado formal.

Ela reiterou, porém, que o investimento deve se dar em energia limpa, tanto nos EUA quanto no exterior.