Política

Lameh deixa a Secretaria do Trabalho e volta à Câmara terça-feira

A estadia do vereador Lameh Smeili (sem partido) à frente da Secretaria do Trabalho durou pouco menos de oito meses. Isso porque, conforme publicação do Diário Oficial desta sexta-feira, 02, o parlamentar  foi exonerado pelo prefeito Sebastião Almeida (PT). O novo nome que deverá ser indicado pelo próprio PTdoB, segundo afirmou o ex-secretário, deve acontecer até a próxima semana. Até lá, José Messias Rosa assume a Pasta.
 
Diante deste cenário, Smeili retorna ao posto de vereador deixado no final de fevereiro deste ano, quando foi empossado secretário do Trabalho. Em seu lugar esteve o vereador suplente Tico Emerson (PTdoB), que deve retomar suas atividades na diretoria da Liga de Futebol Amador da cidade, onde exercia o cargo de presidente da entidade. Essas mudanças devem ocorrer já nesta terça-feira, 06.
 
Lameh Smeili – mesmo sem partido – deve ser o responsável por indicar o secretário da Pasta.  Enquanto não existe a definição de quem ocupa o cargo, José Messias Rosa, secretário adjunto, assume temporariamente a função.
 
“Sou escalado para descascar abacaxis e pepinos. Mas será uma coisa boa para a cidade e para a população. A Secretaria do Trabalho,  lógico que quem manda é o prefeito Sebastião Almeida, mas ela formalmente continua sob nosso controle. Normalmente não muda nada e na semana que vem deve assumir uma outra pessoa que vamos indicar”, explicou Lameh Smeili.
 
Com a imagem fortemente desgastada no Poder Legislativo, Almeida acordou com o ex-secretário o seu retorno à Casa de Leis na tentativa de fortalecer sua base na Câmara Municipal. Esta condição foi demonstrada na condução das negociações com os servidores públicos sobre a implantação do Regime Jurídico Único (RJU), que teve sua deliberação obstruída pelos intensos manifestos realizados por funcionários da Administração Pública.
 
“Eu já havia pedido ao prefeito há muito tempo. Eu sou um soldado da cidade e da população. E tudo que for de interesse da cidade estarei buscando e perseguindo. Foi em comum acordo com o prefeito. Estou retornando à Câmara para reforçar nossas ações no Legislativo, porém, ainda existe a possibilidade de retornar ao Governo”, concluiu o ex-secretário .