Economia

Na contramão do exterior, dólar fecha em alta ante o real com importadores

Após ter caído para o patamar de R$ 3,18 pela manhã desta segunda-feira, 22, o dólar firmou-se no campo positivo à tarde e fechou em alta ante o real, na casa dos R$ 3,20. O movimento, motivado por um fluxo comprador, principalmente por parte de importadores, destoou do comportamento da divisa frente à maior parte das divisas emergentes e ligadas a commodities, que se valorizavam ante a moeda americana. Apesar de o mercado precificar que a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será mantida em segunda instância, investidores começaram a demonstrar alguma cautela em relação ao desfecho do julgamento de quarta-feira, 24.

Para Reginaldo Galhardo, gerente de câmbio da Treviso Corretora, a moeda americana passou por um ajuste, após ter ficado abaixo de R$ 3,20. “O mercado está tentando romper a barreira dos R$ 3,20, mas a incerteza em relação ao resultado do julgamento do Lula impede que isso aconteça”, comentou. “Além de a queda recente do dólar chamar compras por parte de importadores, também tem quem esteja fazendo hedge à espera desse julgamento”, acrescentou.

No exterior, o foco é a votação, pelo Senado americano, de um orçamento tampão, que financie a administração de Donald Trump até 8 de fevereiro. O líder democrata no Senado dos Estados Unidos, Chuck Schumer, confirmou nesta tarde que chegou a um acordo com o líder republicano, Mitch McConnell, para dar fim à paralisação do governo federal americano, iniciada no sábado. A sessão do Senado já foi aberta.

José Raymundo Faria Júnior, diretor da Wagner Investimentos, avaliou que, apesar da alta do dólar nesta sessão, câmbio, bolsa e juros, especialmente os longos, estão em patamares confortáveis às vésperas de um evento importante, que é o julgamento do recurso do ex-presidente Lula, que definirá se o petista poderá ser candidato na eleição presidencial deste ano. “O mercado está confiante de que a pena de Lula condenado a nove anos e meio de prisão em primeira instância será confirmada por 3 a 0 no TRF-4”, afirmou.

O dólar à vista fechou em alta de 0,25%, a R$ 3,2089. O volume foi de US$ 864 milhões. No mercado futuro, o dólar para fevereiro terminou com ganho de 0,16%, a R$ 3,2070. O giro foi de US$ 14,816 bilhões.