Estadão

ONU: Guterres pede cessar-fogo humanitário imediato na Ucrânia

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas, António Guterres, apelou nesta segunda-feira, 28, por um "cessar-fogo humanitário" e "imediato" na Ucrânia. Segundo ele, isso permitiria ajudar os afetados na região e também que ocorram "negociações sérias" entre as partes para almejar um acordo e evitar mais conflito.

Guterres disse que orientou o coordenador de Ajuda Emergencial e subsecretário para Questões Humanitárias da ONU, Martin Griffiths, a "explorar imediatamente com as partes envolvidas os possíveis acordos e arranjos para um cessar-fogo humanitário na Ucrânia".

Em sua fala, Guterres lembrou que um cessar-fogo poderia ajudar não apenas os diretamente afetados, mas também países mais pobres que sofrem com o risco de falta de alimentos – a Ucrânia é um importante exportador de trigo, por exemplo – e também com os impactos da inflação global.

Questionado sobre o risco de uso de armas nucleares ou biológicas, o secretário-geral da ONU disse que "não poderia imaginar algo nesse cenário". "Acredito que isso será evitado e precisa ser evitado", enfatizou.