Cidades

Passageiros vivem momentos de terror em ônibus incendiado

Faltava pouco para às 19h30 desta segunda-feira, quando um ônibus que atende a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) descia a avenida Tiradentes, na linha Cocaia-Penha

Dentro, além do motorista e cobrador, não mais do que 10 passageiros. Quando o ônibus parou no ponto logo após o cruzamento com a XI de Agosto, três adolescentes pediram para entrar. Em segundos, um grupo formado por mais dez jovens desceram uma escadaria que sai de uma viela e partiram para o ataque.

 

Segundo relatos de passageiros e do motorista, que não quis se identificar, eles entraram para por fogo e matar quem estivesse dentro. Não esperaram as pessoas descer para jogar gasolina no interior do coletivo. Amedrontados, os passageiros arrombaram a porta traseira e começaram a descer. Alguns, com os corpos molhados por gasolina. Uma senhora com um bebê no colo jogou a criança por uma janela e saltou em seguida.

 

Em poucos segundos, o fogo tomou conta do ônibus. Os criminosos fugiram pela mesma escadaria por onde chegaram, antes que a Polícia Militar chegasse ao local. O Corpo de Bombeiros, que pouco mais de uma hora antes atendia um incêndio na favela Hatsuta, demorou 40 minutos para chegar e não teve tempo para debelar as chamas, que naquele momento já tinham consumido praticamente todo o coletivo.

 

Ninguém foi preso nem ficou ferido. Há informações não confirmadas de que o ataque teria sido uma represália à morte de um jovem, na manhã de segunda-feira, na Vila Tijuco, bairro bem próximo a esse ataque.