Estadão

Presidente pede paciência para os santistas, mas promete um 2022 bem melhor

O Santos fez uma temporada de 2021 repleta de frustrações, com resultados ruins, eliminações precoces e até risco de rebaixamento. Ainda sem grandes contratações para nova temporada, o presidente Andres Rueda pediu "paciência" aos torcedores e prometeu um 2022 "bem melhor". Ele falou em alegrias e conquistas.

Em carta de feliz Ano Novo direcionada aos santistas, Rueda prometeu fazer uma reflexão do trabalho e não medir esforços para reerguer o time, depois de uma temporada atípica, com queda na primeira fase do Paulistão e da Libertadores, por exemplo, e série de tropeços no campo.

Apenas na reta final do Brasileirão, na qual lutou contra a queda e cresceu com o técnico Fábio Carille, o Santos trouxe um pouco de esperança aos torcedores. Rueda quer 12 meses de felicidades em um 2022 bem diferente.

"A chegada de um novo ano é sempre bom momento para refletirmos sobre o que passamos, buscamos, queremos e avançamos. Toda a nova etapa deve ser festejada e aguardada com otimismo, como uma oportunidade de melhorar, mudar, transformar", disse Rueda.

"Desejo a todos um 2022 com muitas alegrias e conquistas. Muita saúde, paz e harmonia. Ao torcedor a palavra é paciência! Levar sempre em conta de que a gestão está trabalhando, incansavelmente, pelo bem do clube em todos os sentidos, no financeiro, no futebol", continuou. "Nosso objetivo é levar, cada vez mais, o nome do Santos FC ao topo, de onde nunca deveria ter saído. 2022, com certeza, será melhor do que 2021."

A diretoria trabalha forte para a chegada de um novo armador. Gabriel Pirani ainda é jovem, Carlos Sanchez caiu de produção e Jean Mota foi vendido. Rodriguinho chegou a negociar, mas acabou descartado por pedir alto. A bola da vez é Nathan, do Atlético-MG, que viria por empréstimo.