Estadão

Primeiros voos decolam da cidade chinesa de Xian com alívio em restrições

Após um mês de restrições severas que sucederam um surto de coronavírus em dezembro, às vésperas dos Jogos Olímpicos de Inverno em Pequim em fevereiro, os primeiros voos comerciais de companhias aéreas decolaram neste sábado, 22, do Aeroporto Internacional de Xi an Xianyang, no oeste da China.

Cerca de 16 restrições em áreas de baixo risco de Xi an foram parcialmente retiradas em janeiro, segundo autoridades locais. O acesso a Xi an, cidade com 13 milhões de pessoas a cerca de 1.000 quilômetros a sudoeste de Pequim, foi suspenso em 22 de dezembro.

De acordo com a agência de notícias <i>Xinhua</i>, os passageiros que desejam deixar Xi an devem apresentar um teste negativo nas últimas 48 horas. Ainda assim, pessoas vindas de áreas consideradas de alto risco de infecção foram impedidas de entrar no aeroporto.

A medida ocorre em meio à intensificação da estratégia de "tolerância zero" do governo chinês, que visa erradicar o coronavírus no país asiático, encontrando e isolando todas as pessoas infectadas. As autoridades pediram à população que fique em casa no Ano Novo Lunar, período em que tradicionalmente as pessoas viajam para as cidades natais durante o feriado familiar mais importante do ano. Fonte: Associated Press.