Estadão

Principais bolsas da Ásia fecham em alta, após desempenho de exportações chinesas

As principais bolsas asiáticas fecharam em alta nesta terça-feira, 7, após a divulgação de números de exportação chineses mais fortes do que se previa.

Na China continental, O Xangai Composto avançou 1,51% nesta terça, a 3.676,59 pontos, atingindo o maior nível em seis meses, e o menos abrangente Shenzhen Composto se valorizou 1,11%, a 2.490,64 pontos.

Em agosto, as exportações chinesas deram um salto anual de 25,6%, ganhando força em relação ao acréscimo de 19,3% de julho e superando de longe a expectativa de analistas, que previam alta de 17% no último mês. O dado de importações e o superávit da balança comercial da China também vieram acima do esperado.

O bom desempenho no comércio exterior contrasta com outros indicadores recentes que sinalizaram desaceleração da economia chinesa.

Em outras partes da Ásia, o índice acionário japonês Nikkei subiu 0,86% em Tóquio, a 29.916,14 pontos, e o Hang Seng registrou ganho de 0,73% em Hong Kong, a 26.353,63 pontos.

Por outro lado, o sul-coreano Kospi caiu 0,50% em Seul, a 3.187,42 pontos, em meio a preocupações com um novo surto local de covid-19, e o Taiex recuou 0,38% em Taiwan, a 17.428,87 pontos.

<b>Oceania</b>

Na Oceania, a bolsa australiana ficou praticamente estável pelo segundo dia consecutivo, com alta marginal de 0,02% do S&P/ASX 200 em Sydney, a 7.530,30 pontos.

*Com informações da Dow Jones Newswires