Cidades

Região do Cabuçu e Tanque Grande apresenta 43% de Mata Atlântica preservada

Levantamento faz parte do Atlas Geoambiental divulgado ontem pela Universidade Guarulhos

Estudos divulgados no Atlas Geoambiental da região Cabuçu-Tanque Grande demonstram que há 43% de Mata Atlântica preservada no local. A publicação é fruto de pesquisa que trata da invasão urbana em áreas de proteção ambiental.

Segundo dados da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, a cidade de Guarulhos possui 30% de mata preservada. Desse total, a região Cabuçu-Tanque Grande recebe maior destaque por estar localizada em uma área de proteção ambiental.

A produção do Atlas foi coordenada pelo geólogo Antonio Manoel Oliveira, docente da Universidade Guarulhos. "A obra expõe conhecimento da região Cabuçu-Tanque Grande para uma melhor urbanização e uso mais adequado do solo", afirma Oliveira.

O geólogo acrescenta que a região do Cabuçu-Tanque Grande merece atenção porque é importante para a Região Metropolitana de São Paulo no sentido de preservar o Cinturão Verde.

O Cinturão Verde fornece serviços ambientais para o bem-estar da população tanto da região do Cabuçu-Tanque Grande como para toda a cidade de Guarulhos, com o fornecimento de água para abastecimento, amenização do calor urbano e regulação dos escoamentos de água.

O Atlas foi lançado nesta quarta-feira, na Universidade Guarulhos e será distribuído para escolas públicas e particulares de Guarulhos, além de ONGs e entidades ligadas ao meio ambiente. A ideia é que esse material seja utilizado em sala de aula para que os jovens conheçam detalhadamente a região que habitam e vejam a importância de um manejo sustentável.