Estadão

Seis em cada 10 indústrias do Rio ainda têm dificuldade na compra de insumos

Seis em cada dez indústrias do Estado do Rio de Janeiro ainda enfrentam dificuldade na compra de insumos e matérias-primas nacionais, mesmo pagando mais caro pelos produtos, informa a "Sondagem Especial de Fornecimento de Insumos e Matérias-Primas", elaborada em novembro pela Federação das indústrias do Rio de Janeiro (Firjan).

"Este resultado se assemelha às mesmas dificuldades declaradas pelos industriais em novembro de 2020, quando mais de 60% dos empresários também afirmaram estar enfrentando dificuldades na aquisição de insumos de fornecedores nacionais", diz o estudo.

No caso de insumos importados a situação é mais grave, com 73,2% das indústrias relatando ter problemas de conseguir produtos, ou sete de cada 10 indústrias.

De acordo com o levantamento, a expectativa de 60% dos empresários é de que a situação só se normalize no primeiro semestre de 2022, enquanto 13% esperam a normalização para o segundo semestre do mesmo ano, e para 20% a melhora só virá em 2023.

A Sondagem Industrial é um levantamento de opinião empresarial, que tem como objetivo identificar as situações passadas e expectativas futuras da indústria. A Sondagem é realizada mensalmente desde setembro de 2010 pela Firjan. Foram entrevistados 363 empresários no período de 3 a 16 de novembro.