Economia

Sindicato define 10% de reajuste para a categoria e espera vendas aquecidas

Comerciários deverão receber reajuste imediatamente já que data-base é em 1º de outubro

O Sindicato do Comércio Varejista de Guarulhos fixou o índice de reajuste do salário para a categoria dos comerciários em 10% após convenção coletiva de trabalho. O percentual foi definido após discussões entre o sindicato patronal e os trabalhadores. Os salários fixos ou parte dos salários mistos já devem ser reajustados, uma vês que a data base da categoria é 1 de outubro.

"Conseguimos um aumento superior a inflação registrada no último ano, que foi de 7,5%. Acredito que chegamos em um índice razoável para a categoria", explicou José Oliveira Portásio, presidente do Sincomercio, em entrevista a reportagem do HOJE.

Além do aumento de 10 %, o sindicato manteve o Regime Especial de Piso Salarial (Repis) para microempresas e empresas de pequeno porte que constituem o simples nacional. Para as microempresas, o teto salarial para empregados no geral ficou em R$ 769 e, nas empresas de pequeno porte R$ 923. "É o segundo ano do Repis e alguns ajustes foram feitos. O que faltava era fazer parte da convenção geral", comentou o presidente do Sincomercio.

Já sobre as expectativas do setor para o fim de ano, Portásio mostra-se confiante em um aumento significativo nas vendas de natal e ano novo. "É difícil falarmos em valores, mas acreditamos que o crescimento nas vendas deverá ficar entre 10% e 15% em relação ao ano passado", concluiu.