Estadão

Suécia aumentará gastos militares, em resposta à invasão da Ucrânia pela Rússia

A Suécia ampliará seu gasto militar para 2% do Produto Interno Bruto (PIB), no momento em que a situação de segurança piora na Europa, após a invasão militar russa na Ucrânia, afirmou nesta quinta-feira (10) a primeira-ministra do país, Magdalena Andersson. Durante entrevista coletiva com o ministro da Defesa, Peter Hultqvist, e o das Finanças, Mikael Damberg, a premiê disse que isso significa elevar o gasto militar anual a 108 bilhões de coroas (US$ 11,16 bilhões) o mais rápidamente possível.

O orçamento de Defesa da Suécia em 2021 foi de cerca de 66 bilhões de coroas suecas. Antes, o governo planejava elevá-lo a 91 bilhões de coroas suecas, ou 1,5% do PIB, até 2025. O anúncio é feito após passo similar adotado pela Dinamarca, que pretende aumentar o gasto com defesa permanentemente para o equivalente a 2% de seu PIB até 2033, de 1,5% previsto como meta para 2023. Fonte: Dow Jones Newswires.