Estadão

Taxas futuras de juros refletem cautela antes de feriado

A segunda-feira pré-feriado começa com alta dos juros futuros, especialmente os médios e curtos, em meio à greve dos caminhoneiros e incertezas com o cenário fiscal em semana de votação da PEC dos Precatórios e divulgação da ata do Copom, ambos na quarta-feira.

Além disso, o relatório Focus trouxe nova piora nas projeções para IPCA, Selic e PIB. Na sexta-feira as taxas fecharam em queda.

O dólar e juros dos Treasuries também avançam.

Às 9h30, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 migrava para 12,26%, mesma taxa do ajuste anterior.

O DI para janeiro de 2025 subia para 12,29%, de 12,20%, e o para janeiro de 2023 ia para 12,24%, de 12,14% no ajuste de sexta-feira.