Estadão

Taxas longas de juros sobem em sintonia com dólar e demais têm viés de baixa

Os juros futuros longos começaram a sessão com alta de ao redor de 10 pontos-base, mas em seguida desaceleraram e pouco antes do fechamento deste texto subiam 6 pontos-base, dando continuidade ao movimento de sexta-feira e em linha com o avanço moderado do dólar ante o real num dia de agenda fraca.

Já os médios e curtos rondam a estabilidade, com viés de baixa. Investidores estão à espera do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, que participa de evento virtual (às 15 horas).

Às 9h33, o DI para janeiro de 2027 subia a 8,62%, de 8,56% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2023 estava em 7,17%, de 7,18%, e o para 2022 marcava 5,68%, de 5,70% no ajuste de sexta-feira.